Seguir por Email

Você é o visitante:

Obrigado pela visita
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

NEOBLOGGER. Tecnologia do Blogger.

postheadericon Aspectos da ação do Espírito na vida do Cristão


IPB Alvorada 19/07/09.

Tema: Pneumatologia

Título: Aspectos da ação do Espírito na vida do cristão

Pré-Introdução:


  • A Carta aos Romanos é um rico documento do cristianismo. Nela o Apóstolo Paulo declara de forma abrangente a compreensão do Evangelho que recebeu de Cristo.
  • Na exposição desta compreensão o Apóstolo chega ao capítulo 8 de sua Carta tratando da inclinação que o Espírito Santo gera na vida dos cristãos.
  • Com respeito a essa santa inclinação vemos neste capítulo 8 da carta aos Romanos o seguinte:


O Espírito nos livra da lei do pecado e da morte (V.1)


O Espírito dirige o nosso andar (V.4)

O Espírito dá entendimento espiritual (V.5)

O pendor do Espírito da para a vida e paz (V.6)

O Espírito garante que somos de Cristo (V.9)


A habitação do Espírito gera a vida, em Cristo Jesus, para o nosso corpo mortal (V.11)


O Espírito mortifica as vontades da nossa carne (V.13)


O Espírito testifica que somos filhos de Deus (V.16)

  • Diante desta tendência gerada em nós pelo Espírito veremos que o capítulo chega ao verso 26 tratando de como o Espírito gera esta inclinação em nossas vidas.

Texto Bíblico de:

Romanos 8:26-28

26- Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. 27- E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos. 28- Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.


Introdução:

  • Como já vimos, o texto proposto está inserido em um contexto que trata da inclinação que o Espírito de Deus gera na vida do crente.E aqui veremos os aspectos da ação do Espírito na vida do cristão, como Ele age em nossas vidas nos moldando segundo a vontade de Deus e o caráter de Cristo:

1o) Nas fraquezas somos assistidos pelo Espírito: (V.26ª: Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza...”)

  • * Nas ocasiões em que temos dificuldades em aceitar os nossos problemas.
  • * Crises espirituais, onde a fé fraqueja.
  • * Nos momentos de luta intensa onde o desânimo tenta tomar conta.
  • * O Espírito nos ajuda também nos momentos de tentação. É Ele quem nos mostra a saída em Deus, quem nos fortalece nos livrando de pecar.
  • * Exemplo da “casa queimada do náufrago”.

2o) Nas orações temos a intercessão do Espírito: (V.26b: ...porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis.)

  • * Uma das maiores dificuldades que o cristão tem é de orar por si próprio. Não sabemos exatamente o que pedir, e temos dificuldade em reconhecer nossas falhas. Aí o Espírito nos assiste nessa dificuldade.
  • * O Espírito nos ajuda a orarmos inteligentemente diante de situações em que não estamos capacitados a nos expressar diante de Deus.
  • * Por exemplo, na ira não temos condições de orar amavelmente aí Ele entende as inquietações de nossa vida...
  • * Deus sonda os nossos corações (V.27: E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.)
  • * Ele é o Consolador prometido. Aquele que nos auxilia até o dia em que o Senhor nos vier buscar para a glória.


3o) Na vida temos a cooperação do Espírito: (V.28: Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.)

  • * A primeira ação do Espírito em nossas vidas é a chamada eficaz que Ele nos faz. Ele nos vivifica e nos vocaciona segundo o propósito de Deus.
  • * Essa chamada do Espírito é quem nos conduz à fé. Ver os argumentos: (Rm.8:29-30: 29- Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. 30- E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.)
  • * Esta realidade Bíblica nos mostra que pertencemos a Deus e Ele nos ama mais do que O amamos, desta feita compreendemos que até mesmo as nossas lutas promovem nosso crescimento.
  • * As provações nos trazem crescimento (Tg.1:2-4: 2- Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, 3- sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. 4- Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.)
  • * Por muitas vezes Deus ensina através do sofrimento. (história do rei e de seu súdito – “Deus é bom e sabe o que faz”).
  • * Esse bem de que trata o texto, na verdade, é a nossa conformidade com a imagem de Cristo, pois o que o Senhor quer é o nosso amadurecimento espiritual.
  • * Com certeza o Senhor nos quer aprovados (Hb.12:12-13: 12- Por isso, restabelecei as mãos descaídas e os joelhos trôpegos; 13- e fazei caminhos retos para os pés, para que não se extravie o que é manco; antes, seja curado.)

Conclusão:

Amados, que possamos a cada dia mais desfrutar da segurança tremenda que o Senhor nos proporciona. Que possamos viver confiados na providência Divina e esperar pacientemente no Senhor nosso Deus, que nem tarda e nem falha. Ele age na hora certa e da maneira certa e que isso console os nossos corações e motive a nossa vida. Amem.

Em Cristo Jesus. A quem seja toda a Glória, Honra e Louvor por toda a eternidade. Amém.

Rev. Alessandro Capelari.

0 comentários:

CONHEÇA A PL 122.

NÃO À PL 122

IPB JD. ALVORADA

Igreja Presbiteriana do Jardim Alvorada

O CAMINHO DA VIDA

Programa O Caminho da Vida

IGREJA PRESBITERIANA

Igreja Presbiteriana do Brasil - 150 anos