Seguir por Email

Você é o visitante:

Obrigado pela visita
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

NEOBLOGGER. Tecnologia do Blogger.

postheadericon Uma Igreja que alimenta.


Creio que um dos grandes desafios da Igreja na atualidade seja, não especificamente o evangelismo – pois temos visto um grande número de pessoas tendo contato com Jesus e engrossando róis de membros das Igrejas – mas sim o que fazer com os novos convertidos. Essa é uma tarefa um tanto quanto complicada, pois não temos muitos dispostos a discipular, a investir tempo e conhecimento com gente complicada.
Eu imagino a Igreja de Cristo hoje como sendo parecida com as multidões que seguiram Jesus, certa feita, até o mar da Galiléia. O Mestre olhou para aquelas pessoas e as viu como ovelhas sem pastor. Pessoas necessitadas de cura, de consolo, de apoio, direcionamento e alimentação. A Palavra nos mostra, nos quatro Evangelhos, que Jesus compadeceu-se da multidão e curou suas feridas, contudo ainda faltava algo, aqueles que o seguiam precisavam ser alimentados.
Aí começou a complicação, não para o Senhor Jesus, mas para os seus discípulos, pois Cristo pediu que eles alimentassem a multidão. Diante de uma tarefa tão difícil – eram mais de cinco mil pessoas e só tinham em mãos cinco pães e dois peixes – aqueles homens ficaram meio atônitos, mas o Senhor os ensinou o que fazer.
Logo de início Jesus tomou em suas mãos o que eles tinham a oferecer. Não importava a quantidade, pois os seus recursos eram praticamente nulos diante da necessidade, mas importava a disposição em entregar os recursos a Deus. Tomando então os pães e peixes, Jesus abençoou o pouco que tinha nas mãos, consagrando tudo ao Pai – aí reside o segredo da multiplicação. Caminhando, o Mestre partiu os alimentos mostrando que a sua intenção de compartilhar o pouco com todos era real, e por fim, Jesus distribuiu para que os discípulos alimentassem a multidão. E aí veio o grande milagre: todos comeram e sobraram doze cestos cheios.
Amados, o mundo hoje está necessitado de ser alimentado pela Palavra de Deus, o mundo, tanto o de dentro como o de fora da Igreja está faminto do Pão dos Céus, e compete a nós alimentarmos a todos com o pouco que temos. Se cada um de nós tomarmos aquilo que temos – não importa se é muito ou pouco, de grande valor ou não –, reconhecendo-o como dádiva de Deus, orarmos agradecendo, abençoarmos, partirmos e doarmos, certamente muitos serão alimentados, abençoados, curados e salvos.
A tarefa da Igreja hoje é, além de evangelizar, também alimentar os que se achegam para ouvir a Palavra do Senhor. Coloque hoje os seus pães e peixes nas mãos de Jesus e veja o grande milagre!
Rev. Alessandro Capelari

postheadericon O querer e o realizar


Como é prazeroso desejar algo e concretizar este desejo. É extremamente prazeroso ver os nossos sonhos realizados, ver os nossos anseios alcançados, experimentar, mesmo que por instantes o sabor de uma vitória que durará eternamente na nossa lembrança.
A Bíblia nos mostra que o cristão tem um privilégio tremendo, que é o de sonhar os sonhos de Deus. Em Filipenses 2:13 está escrito: “Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a Sua Boa Vontade”.
Isso significa que Deus coloca os Seus sonhos em nós para que eles se concretizem segundo a sua vontade. É tremendo! É como ter a certeza de que, na verdade, não estamos sonhando apenas, mas sim adiantando em nossas mentes a realidade que Deus trará à tona nas nossas vidas.
Saber que o Senhor opera o querer e o realizar é crer na máxima do grande missionário Willian Carrey: “Sonhe grandes coisas para Deus, espere grandes coisas de Deus”; pois os nossos sonhos vêm do próprio Senhor dos céus.
Amados, não importa o quanto seja impossível aos seus olhos sonhar coisas que Deus tem colocado no seu coração. Não importa o quanto aparente absurdo aos olhos do mundo; para Deus não há impossíveis (Mateus 19:26)! Deus está no controle de tudo, inclusive das nossas vidas e é exatamente por isso que podemos nos firmar nas Suas promessas. Já diz o velho hino: “Firmes nas promessas do Senhor Jesus... firme, firme, sim firme nas promessas de Jesus”.
Que possamos estar firmados nesta doce promessa, sabendo que o Senhor realmente efetua o querer e o realizar na vida dos que são seus. Porque todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus (Romanos 8:28), inclusive os nossos sonhos. Por isso: “Sonhe grandes coisas para Deus e espere grandes coisas de Deus”
Rev. Alessandro Capelari.

CONHEÇA A PL 122.

NÃO À PL 122

IPB JD. ALVORADA

Igreja Presbiteriana do Jardim Alvorada

O CAMINHO DA VIDA

Programa O Caminho da Vida

IGREJA PRESBITERIANA

Igreja Presbiteriana do Brasil - 150 anos