Seguir por Email

Você é o visitante:

Obrigado pela visita
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

NEOBLOGGER. Tecnologia do Blogger.

postheadericon O Deus que traz esperança em meio ao sofrimento (Lamentações 3:1; 17-26; 29-33)

IPB Alvorada 05/09/10.

Tema: Esperança

Texto Bíblico de:

Lamentações 3:1;17-26; 29-33

1- Eu sou o homem que viu a aflição pela vara do furor de Deus.

17- Afastou a paz de minha alma; esqueci-me do bem. 18- Então, disse eu: já pereceu a minha glória, como também a minha esperança no Senhor. 19- Lembra-te da minha aflição e do meu pranto, do absinto e do veneno. 20- Minha alma, continuamente, os recorda e se abate dentro de mim. 21- Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. 22- As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; 23- renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. 24- A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto, esperarei nele. 25- Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca. 26- Bom é aguardar a salvação do Senhor, e isso, em silêncio.

29- ponha a boca no pó; talvez ainda haja esperança. 30- Dê a face ao que o fere; farte-se de afronta. 31- O Senhor não rejeitará para sempre; 32- pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias; 33- porque não aflige, nem entristece de bom grado os filhos dos homens.


Introdução:

Os sofrimentos que a vida nos proporciona por conta dos nossos erros, das nossas falhas e dos nossos pecados, além da nossa fragilidade traz-nos um sentimento de inação da parte de Deus para conosco.

Narração:


O sofrimento vem por várias causas internas e externas. Ver a questão do pecado de Israel e do sofrimento do profeta.

Título:

O Deus que traz Esperança em meio ao sofrimento

1o) O sofrimento gera crise na fé:

(Vv.17-18: 17- Afastou a paz de minha alma; esqueci-me do bem. 18- Então, disse eu: já pereceu a minha glória, como também a minha esperança no Senhor.)


1. O sofrimento traz perda de paz.

2. O sofrimento traz pessimismo.

3. O sofrimento traz desesperança.

2o) A misericórdia de Deus renova a nossa esperança:

(Vv.21-23: 21- Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. 22- As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; 23- renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade.)


1. A misericórdia do Senhor nos sustenta.

2. A misericórdia do Senhor é eterna.

3. A misericórdia do Senhor é sempre nova.

4. A misericórdia do Senhor é fruto de sua fidelidade.

3o) A Esperança no Senhor traz-nos restauração:

(Vv.29-33: 29- ponha a boca no pó; talvez ainda haja esperança. 30- Dê a face ao que o fere; farte-se de afronta. 31- O Senhor não rejeitará para sempre; 32- pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias; 33- porque não aflige, nem entristece de bom grado os filhos dos homens.)


1. A restauração do Senhor traz quebrantamento de oração.

2. A restauração do Senhor traz quebrantamento de atitude.

3. A restauração do Senhor traz reconhecimento de pecado e da necessidade da correção.


Conclusão:

Amados, mesmo que passemos por vales áridos de sofrimento podemos crer na ação do Senhor em nosso favor. O Deus que cremos é fiel e sempre tem o melhor para as nossas vidas, ainda que esse melhor não seja exatamente o que queremos que Ele faça. Assim como Jeremias, no meio de sua dor e de sua crise procurou lembrar-se da ação do Senhor, assim também nós devemos fazê-lo ainda hoje.

Aplicação:

Vamos exercitar a nossa mente e o nosso coração buscando reconhecer na história da nossa vida a ação misericordiosa de Deus.

Em Cristo Jesus. A quem seja toda a Glória, Honra e Louvor por toda a eternidade. Amém.


Rev. Alessandro Capelari.

1 comentários:

Anônimo disse...

Belas palavras, Rev.

Sou católica praticante e concordo com o Sr.

Nárcia

CONHEÇA A PL 122.

NÃO À PL 122

IPB JD. ALVORADA

Igreja Presbiteriana do Jardim Alvorada

O CAMINHO DA VIDA

Programa O Caminho da Vida

IGREJA PRESBITERIANA

Igreja Presbiteriana do Brasil - 150 anos