Seguir por Email

Você é o visitante:

Obrigado pela visita
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

NEOBLOGGER. Tecnologia do Blogger.

postheadericon Como o Pai deve provar seu amor para os filhos?


IPB Alvorada 09/08/09.

Tema: Amor paternal de Deus

Como o Pai deve provar seu amor para os filhos?

Pré-Introdução:

A Palavra de Deus já nos deixa claro a intenção amorosa de Deus ao relatar que ele nos atrai ao Senhor: De longe se me deixou ver o SENHOR, dizendo: Com amor eterno eu te amei; por isso, com benignidade te atraí. (Jr.33:1)

Pais precisam atrair os filhos para si com seu amor. E essa não é uma tarefa tão fácil.

Texto Bíblico de: Romanos 5:8

Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.

Introdução:

O texto que lemos mostra que o amor de Deus é um amor prático. Deus não apenas declara nos amar, mas ele demonstra esse amor diariamente. Deus prova o seu amor para conosco da mesma forma como devemos demonstrar o nosso amor pelos nossos filhos.

1o) Deus prova o seu amor na doação do Melhor:

(... pelo fato de ter Cristo morrido por nós...)

Pais que amam de verdade sempre se preocupam em dar o que tem de melhor para os seus filhos. O nosso maior problema é a compreensão do que vem a ser o melhor. O nosso melhor não necessariamente passa pelo nosso bolso.

Deus não deu anjos, riquezas, posses, terras, poderes nem nada que tenha valor humano, Ele deu da sua própria essência para provar seu amor. Ele deu seu Filho. (Hb.1:2-4: 2- nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo. 3- Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas, 4- tendo-se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles.)

Dar o melhor não é necessariamente colocar na melhor escola, dar as melhores roupas, tênis, carro, casa... Ver o exemplo do menino que queria comprar uma hora de atenção de seu pai... O nosso melhor está relacionado com a nossa forma mais profunda de demonstrarmos nosso amor para com os nossos filhos.

Tem muitos filhos que tem tudo o que o dinheiro pode comprar e não se sentem amados, por que ganharam apenas o trivial. São pessoas problemáticas que se sentem um peso para os seus pais. O nosso melhor tem que ser recheado de beijos, abraços, afagos, colos, declarações...

2o) Deus prova o seu amor na incondicionalidade:

(... sendo nós ainda pecadores...)

Não há nada em nós que atraia a atenção do Pai que não seja a sua própria determinação em nos amar. Essa mesma atitude deve ser transmitida ipsis litteris para os nossos filhos. Observemos alguns outros versículos desse texto: (Rm.5:6,7,10: 6– Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. 7Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. 10– Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho...)

O nosso amor tem que ter a mesma intensidade em todos os momentos. Tem que ser completamente incondicional. Uma das grandes falhas dos pais é demonstrarem amor apenas quando são agradados pelos filhos. Isso é um erro grave, pois leva o filho a imaginar que o amor do pai não é verdadeiro. Que é algo apenas circunstancial.

3o) Deus prova o seu amor na reconciliação:

(V.11b: ... recebemos, agora, a reconciliação.)

A reconciliação faz-nos compreender e crer na veracidade deste amor. Deus sempre teve o ato primeiro de reconciliar-se para conosco. Ele prova isso desde o Édem. (Gn.3:9E chamou o SENHOR Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás?)

É pela reconciliação que transmitimos aos filhos que reprovamos os atos errados, mas nunca reprovamos pessoa do filho. A reconciliação gera segurança nos corações. Ela derruba barreiras, encurta distâncias, cura feridas, rega o amor.

Conclusão:

Amados, esse é o amor que, como pais devemos também buscar demonstrar aos nossos filhos. Um amor que traz segurança e gera paz nos corações. Um amor incontestável e profundo. E que esse amor venha atrair nossos filhos a nós assim como fomos atraídos aos braços do Pai.

Em Cristo Jesus. A quem seja toda a Glória, Honra e Louvor por toda a eternidade. Amém.

Rev. Alessandro Capelari.

HTTP://programaocaminhodavida.blogspot.com

0 comentários:

CONHEÇA A PL 122.

NÃO À PL 122

IPB JD. ALVORADA

Igreja Presbiteriana do Jardim Alvorada

O CAMINHO DA VIDA

Programa O Caminho da Vida

IGREJA PRESBITERIANA

Igreja Presbiteriana do Brasil - 150 anos